CELEBRAÇÃO DE CONVENÇÃO COLETIVA 2023/2024 – Jundiaí

1845
  • Base Territorial Seaac Jundiaí: ITATIBA E VINHEDO.

Comunicamos nossos representados que a Convenção Coletiva de Trabalho com vigência em 1º de agosto de 2023 a 31 de julho de 2024 foi assinada com o Seaac de Jundiaí.

Pelo segundo ano consecutivo iniciamos as negociações com antecedência da nossa data base e as primeiras reuniões com os Sindicatos Profissionais aconteceram em maio. Desde então, temos trabalhado com afinco para mantermos uma CCT justa para empregados e empregadores. Sabemos que ambos os lados possuem pleitos, e alguns não foram contemplados nessa negociação, mas não há qualquer impeditivo de retomarmos esses pleitos para a próxima negociação.

Ressaltamos o trabalho da Comissão Permanente de Negociação Coletiva, da nossa Assembleia Geral e dos Sindicatos Profissionais, que não mediram esforços para firmar as normas coletivas que trarão segurança para empregados e empregadores.

Um pleito recorrente dos nossos representados é o escalonamento do reajuste, que conseguimos manter nesta norma coletiva. Estamos falando de uma base de representação muito heterogênea, assim, este escalonamento é muito importante para diversos empregadores.

Entretanto, não esquecemos da nossa força motriz, os empregados, que terão um aumento real de 1% acima do INPC no reajuste, VR, Triênio, Reembolso Creche, Complementação de Auxílio Previdenciário e Seguro de Vida.

Ademais não ficamos alheios a inclusão da diversidade em nosso instrumento coletivo, conferindo o auxílio creche também para os casais homoafetivos.

As Convenções Coletivas na íntegra estão disponíveis em nosso site, na área restrita de associados. Para acessá-las é necessário fazer o login como associado ou filiado adimplente, na área logada (disponível no topo da página à esquerda) e depois clique aqui para ter acesso.

Em caso de dúvidas ou informações, entre em contato pelo WhatsApp: (19) 99687-2865 ou pelo e-mail: juridico@sesconcampinas.org.br

Comissão de Negociação Coletiva

SESCON Campinas