O médico infectologista David Uip, chefe do Centro de Contingência ao Coronavírus no Estado de São Paulo, negou nesta terça-feira (28) a possibilidade do comitê autorizar a reabertura do comércio e serviços em Campinas a partir do próximo dia 4, como quer o prefeito Jonas Donizette (PSB) de acordo com plano apresentado ontem (27).

“Tem que ficar claríssima a posição do Estado. Não tem qualquer possibilidade de plano, de qualquer lugar, antes de 10 de maio”, disse Uip em transmissão ao vivo.
O secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann Ferreira, confirmou que recebeu o plano ontem e elogiou o projeto. “É uma contribuição, ainda mais de uma cidade tão importante como Campinas, e ele será estudado”, disse.

Uip, no entanto, foi enfático. “É muito importante a participação de Campinas, o plano muito bem elaborado. Mas não há discussão de reabertura antes do dia 10”, afirmou. O dia 10 foi a data definida pelo governo João Doria (PSDB) para o fim da quarentena no Estado.

Uip disse ainda que há uma sensação de segurança maior no Interior, que está atrasado em cerca de duas semanas em relação à capital quanto ao crescimento de casos do coronavírus. “E isso acontece justamente por causa da antecipação das medidas de isolamento”, explicou.
Questionada pela reportagem, a assessoria de imprensa do governo Jonas Donizette disse que a Prefeitura não recebeu a resposta do Estado de foma oficial, mas reiterou que, como o prefeito afirmou ontem, vai respeitar a decisão do governador.

Fonte: acidadeon.com