RELEASES:

0
240

3º Porco no Rolete do Sescon Campinas

O Sescon Campinas já está preparando a 3º edição do Porco no Rolete. O evento acontecerá no dia 06 de agosto (domingo), a partir das 12 horas, na sede. Não perca esta boa oportunidade para reunir a família e saborear um cardápio caprichado e saboroso. Faça a sua reserva! www.sesconcampinas.org.br, atendimento@sesconcampinas.org.br ou (19) 3239-1845

 

Parcelamento especial auxilia 1,9 milhão de MEIs em dívida com a Receita

Débitos apurados até maio de 2016 podem ser negociados pelos microempreendedores até o dia 02 de outubro

Com a crise econômica e o aumento do desemprego no Brasil, muitas pessoas têm optado por abrir seus próprios negócios como forma de sustento. Somente no ambiente do Microempreendedor Individual (MEI) são cerca de 7 milhões de brasileiros, sendo que aproximadamente 27% dos participantes do programa possuem débitos com a Receita Federal do Brasil (RFB). O número equivale a pouco mais de 1,9 milhão de MEIs que devem cerca de R$ 1,6 bilhão. Até 02 de outubro, no entanto, é possível solicitar o parcelamento da dívida em até 120 meses e regularizar a situação junto ao Fisco.

Segundo o diretor político-parlamentar da Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (Fenacon), Valdir Pietrobon, o parcelamento pode ser uma saída para o microempreendedor se manter na atividade, mas é importante ficar atento aos prazos e ao melhor planejamento para o pagamento dessas dívidas. “Todo parcelamento é bom, mas não adianta fazer sem orientação e atenção a detalhes como o valor mínimo da parcela, que é de R$ 50. É preciso deixar claro para o MEI quais os compromissos para continuar a receber os benefícios”, explica.

E uma opção eficiente para auxiliar os microempreendedores nessas questões é a consulta a um empresário contábil, que indicará a melhor estratégia para esses negócios. “A grande maioria dos MEIs que está em dia conta com a ajuda desses profissionais. Por isso é importante, antes de entrar em qualquer parcelamento ou renegociação, procurar orientação especializada”, afirma o presidente do Sescon Campinas Edison Ferreira Rodrigues

PERT

A Fenacon continua na busca da inclusão das empresas participantes do Simples Nacional dentro do Programa Especial de Regularização Tributária (PERT), que está sendo votado no Congresso Nacional por meio da Medida Provisória n° 783/2017. Se aprovado, ele permitirá que as pessoas físicas e jurídicas tenham acesso a um refinanciamento com condições especiais (como parcelas em até 175 meses, além da utilização dos créditos tributários, ou de prejuízo fiscal, no pagamento dessas pendências), mas a RFB lançou uma Instrução Normativa que excluiu os integrantes do Simples desse Refis. “Com o atual cenário econômico, muitas dessas empresas necessitam de forma urgente de uma definição. Caso elas não sejam incluídas no PERT, que se abra uma nova MP para elas, evitando assim o fechamento desses negócios e o aumento do desemprego”, contextualiza o presidente da Fenacon, Mário Berti.

 

——————————————————

Sobre o Sistema Fenacon Sescap/Sescon

O Sistema Fenacon Sescap/Sescon (Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas) congrega 37 sindicatos, distribuídos nos 26 estados e no Distrito Federal, que representam mais de 400 mil empresas dessas áreas. A entidade tem se consolidado como legítima liderança na representação do setor de serviços, atuando diretamente no combate à alta carga tributária e na diminuição da burocracia, além de lutar por políticas públicas que garantam mais desenvolvimento às empresas brasileiras, sobretudo as micro e pequenas. Mais informações: www.fenacon.org.br

 

 

Na última hora, erros de digitação, pressa e ausência de documentos estão entre os principais problemas

Faltando pouco mais de duas semanas para o fim do prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF 2017), apenas 2.824.410, dos 9 milhões de contribuintes esperados no Estado de São Paulo prestaram contas ao Fisco até quinta-feira (06), conforme levantamento da Receita Federal do Brasil (RFB). Deixar para última hora, no entanto, pode aumentar as chances de o documento cair na malha fina, seja por falta de atenção, pressa ou até mesmo ausência de documentos.

No Brasil, a situação é semelhante. São esperadas 28,3 milhões de declarações este ano, mas até dia 10, apenas 10 milhões tinham sido entregues, conforme dados da RFB. “É comum o contribuinte deixar para a última hora, mas é preciso estar ciente que os riscos aumentam. Além disso, muitas vezes, por não ter tempo hábil para conseguir notas fiscais ou recibos, algumas despesas deixam de ser informadas e, consequentemente, perde-se a dedução desses gastos”, explica o presidente do Sescon Campinas, Edison Ferreira Rodrigues.

Outro problema bastante comum está relacionado aos dependentes. “Com a exigência do CPF para maiores de 12 anos, não será possível deduzir despesas sem que o número do documento seja informado”, explica o presidente da Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (Fenacon), Mario Berti. Fazer o documento é rápido. No entanto, menores que ainda não possuem título de eleitor, não podem solicitar o CPF pela internet. O pai ou responsável precisa ir pessoalmente a uma agência da Caixa, dos Correios ou do BB.

Declare Certo

Para esclarecer as principais dúvidas da população na hora de prestar contas à Receita Federal, o Sistema Fenacon Sescap/Sescon realizou a Campanha Declare Certo 2017. Os mutirões gratuitos de orientação sobre o IRPF ocorreram desde o início de março em diversas regiões do país.

Na região atendida pelo Sescon Campinas, a campanha foi realizada de 04 de março até o dia 1º de abril, em oito cidades (Americana, Artur Nogueira, Campinas, Indaiatuba, Itatiba, Pedreira, Sumaré e Valinhos). Durante o Declare Certo, mais de 800 pessoas foram atendidas gratuitamente no evento, que incluiu a orientação sobre o preenchimento da Declaração de IRPF por parte de mais de 50 contadores voluntários e professores da UNISAL de Americana e da FAC de Indaiatuba. Além da prestação de diversos serviços gratuitos como a participação da Receita Federal de Campinas, aferição de pressão arterial por meio da empresa Roperbrás, orientações e registros de reclamações pelo Procon de Campinas e cadastramento de currículos pelo PAT de Sumaré.

Entre os serviços prestados pela Receita Federal em Campinas, Indaiatuba Valinhos e Sumaré estavam: o fornecimento do número do recibo de entrega das últimas Declarações do IRPF; cópias de declarações; inscrição no Cadastro Pessoa Física (CPF) para dependentes de declarantes do IR, com idades entre 12 e 18 anos; e orientações sobre a destinação do IR para os Fundos Municipais da Criança e do Adolescente.
Evite problemas com o Leão:

– Reúna os documentos com antecedência;

– Confira se todos os documentos estão corretos, caso contrário, solicite a correção;

– Confira as informações digitadas na declaração antes de transmiti-la: nomes, CPFs e CNPJs. Erros de digitação podem levar o contribuinte à malha fina;

– Se ficar na dúvida sobre a legalidade da dedução, opte por não incluí-la. Ou procure a orientação de um empresário contábil, ele saberá o que pode e como pode ser incluído cada gasto;

——————————————————

Sobre o Sistema Fenacon Sescap/Sescon

O Sistema Fenacon Sescap/Sescon (Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas) congrega 37 sindicatos, distribuídos nos 26 estados e no Distrito Federal, que representam mais de 400 mil empresas dessas áreas. A entidade tem se consolidado como legítima liderança na representação do setor de serviços, atuando diretamente no combate à alta carga tributária e na diminuição da burocracia, além de lutar por políticas públicas que garantam mais desenvolvimento às empresas brasileiras, sobretudo as micro e pequenas. Mais informações: www.fenacon.org.br

Sobre o Sescon Campinas

O Sescon Campinas, Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas da Região Metropolitana de Campinas é um sindicato patronal, criado em 13 de setembro de 2003. Sua principal missão é desenvolver um ambiente amplo de negociação nos dissídios coletivos das 70 categorias representadas, atuar em prol dos interesses de seus associados, além de proporcionar a constante evolução tecnológica, sociocultural e ética de seus representados. A base territorial do Sescon Campinas é formada por 18 municípios, incluindo além de Campinas, as cidades de Itatiba, Valinhos, Vinhedo, Indaiatuba, Sumaré, Monte Mor, Hortolândia, Americana, Nova Odessa, Jaguariúna, Pedreira, Arthur Nogueira, Cosmópolis, Engenheiro Coelho, Holambra, Santo Antonio de Posse e Paulínia. Para saber mais acesse: sesconcampinas.org.br